A poluição do ar e seus pulmões

A poluição do ar é um sério problema de saúde para todos nós. É ainda mais preocupante para as pessoas que vivem com problemas pulmonares, pessoas mais velhas e crianças, pois seus pulmões são mais vulneráveis.

O que é poluição do ar?

Um poluente do ar é qualquer substância no ar que possa prejudicar as pessoas.

Existem muitos poluentes no ar. Alguns são mais prejudiciais que outros. O material particulado, o dióxido de nitrogênio e o ozônio são tipos particularmente prejudiciais de poluição do ar.

Como a poluição do ar pode afetar a saúde?

Os efeitos da poluição do ar na saúde continuam sendo uma preocupação de saúde pública em todo o mundo. Essa exposição tem muitos efeitos adversos importantes sobre a saúde humana. Globalmente, sete milhões de mortes foram atribuídas aos efeitos conjuntos da poluição atmosférica doméstica e ambiental. Indivíduos com doenças respiratórias crônicas, como doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e asma, são especialmente vulneráveis aos efeitos prejudiciais dos poluentes atmosféricos. A poluição do ar pode induzir a exacerbação aguda da DPOC e o aparecimento de asma, aumentando a morbidade e mortalidade respiratória. Os efeitos na saúde da poluição do ar dependem dos componentes e fontes de poluentes, que variam com os países, as estações e os horários.

Quais as principais fontes de poluição do ar?

A combustão ou queima de combustíveis sólidos é uma importante fonte de poluentes atmosféricos nos países em desenvolvimento. Essa queima ocorre pela emissão dos veículos e também em atividades industriais. Na região amazônica outra fonte importante são as queimadas.

Como reduzir os efeitos da poluição na saúde respiratória?

Para reduzir os efeitos prejudiciais da poluição do ar, as pessoas, especialmente com DPOC ou asma devem estar cientes da qualidade do ar de onde moram e tomar medidas extras, como reduzir o tempo ao ar livre em areas com poluição.

Para reduzir os poluentes domésticos, as pessoas devem usar combustíveis limpos, evitando o uso de fogões a lenha. Os purificadores de ar que podem melhorar a qualidade do ar de forma eficiente são recomendados principalmente para quem mora em áreas com alta concentração de poluentes.

Devo usar uma máscara facial?

No momento, há poucas evidências para recomendar o uso de máscaras faciais. Máscaras sofisticadas com filtros de carvão ativo podem ajudar a filtrar o dióxido de nitrogênio, mas elas não impedem a inalação de particulas ultrafinas que são uma das mais prejudiciais à sua saúde.

Além disso, muitas pessoas acham que usar uma máscara é muito desconfortável, e algumas pessoas com problema nos pulmões relatam que a respiração é mais difícil quando há algo cobrindo sua boca.

Preciso me preocupar com qualquer tipo de fumaça?

A inalação de qualquer fumaça é prejudicial, por isso é melhor evitar respirar fumaça de qualquer fonte. A fumaça pode irritar suas vias respiratórias, sua pele e olhos.

Respirar a fumaça pode fazer você tossir ou chiar, sentir falta de ar, produzir mais catarro ou ter dores no peito. Pequenas partículas de fumaça também podem penetrar profundamente nos pulmões e entrar na corrente sanguínea, dependendo do tipo de fumaça pode inclusive aumentar o risco de ataques cardíacos e derrames.

A inalação de fumaça pode piorar minha alergia?

Sim. Algumas condições, como alergias, podem tornar o nariz e o trato respiratório mais sensível, causando irritação na mucosa. Isso pode desencadear uma crise de rinite alérgica ou de asma. Poluentes com odores fortes podem causar ainda ansiedade, náuseas, dores de cabeça ou tontura.

Como isso afeta seus pulmões?

O tamanho do material particulado (poluente) determinará onde ele irá parar quando você respirar. As partículas maiores podem ficar presas no nariz, enquanto as menores podem alcançar suas vias aéreas. Algumas partículas são tão finas que podem alcançar os sacos respiratórios e as partículas ultrafinas podem até atravessar a corrente sanguínea. Essas partículas podem transportar substâncias químicas tóxicas ligadas ao câncer.

O material particulado irrita o nariz e a garganta e pode estar associado a sintomas mais graves em pessoas com asma. Isso resulta em mais pessoas com doenças pulmonares (DPOC, asma, bronquite) e doenças cardíacas (ataques cardíacos, derrames) sendo internadas nos hospitais. Também causa mortes precoces por doenças pulmonares e cardíacas.

Há também evidências de que a exposição a longo prazo ao material particulado (poluente) pode contribuir para o desenvolvimento do câncer de pulmão e, possivelmente, da asma.

Referências:

Air polution and your lungs. British Lung Foundation. 2017.

(92)981715630
Mande um whats app
Powered by