10 mitos sobre a Gripe

Quando o assunto é gripe, a maioria de nós ja ouviu vários conselhos baseados em crenças populares. Alguns não trazem prejuízo, já outros podem comprometer algumas medidas de saúde importantes.

Os 10 mitos mais comuns sobre a gripe são:

MITO 1: Você pode pegar a gripe tomando a vacina.

A vacina é feita a partir de vírus inativado, ou seja, que não pode transmitir a infecção. Então, as pessoas que ficam doentes depois de receber uma vacina contra a gripe iriam ficar doentes de qualquer maneira. Leva uma semana ou duas para estar protegido pela vacina. Mas as pessoas supõem que, porque ficaram doentes depois de receber a vacina, a injeção causou a doença.

MITO 2: Pessoas saudáveis não precisam ser vacinadas.

Embora seja especialmente importante para as pessoas que têm uma doença crônica obter a vacina contra a gripe, qualquer pessoa – mesmo as pessoas saudáveis – podem se beneficiar da vacinação. As diretrizes atuais do CDC (center for recomendam a vacinação anual contra a gripe para todas as pessoas com mais de 6 meses de idade, incluindo mulheres grávidas.

MITO 3: A vacinação contra a gripe é tudo o que você precisa fazer para se proteger da gripe.

Há uma série de medidas que você pode tomar para se proteger durante a temporada de gripe, além da vacinação. Evite o contato com pessoas que tenham gripe e lave as mãos com frequência.

MITO 4: A gripe é a mesma coisa que o resfriado.

Tanto a gripe quanto o resfriado são doenças respiratórias, mas causadas por diferentes tipos de vírus.

Como os sintomas são semelhantes, algumas vezes pode ser difícil diferenciar os dois problemas. Mas em geral, os sintomas da gripe são mais intensos. Resfriados também não evoluem com complicações como pode ocorrer em um caso de gripe (pneumonia, infecções bacterianas, hospitalização e insuficiência respiratória). Só nos Estados Unidos, 36.000 pessoas morrem e mais de 200.000 são hospitalizadas a cada ano por causa da gripe. Durante a temporada de gripe 2017/18, a atividade da gripe aumentou significativamente na maior parte do país, com o vírus Influenza A (H3N2) predominando até agora. Estudos recentes demonstraram que durante os períodos de surtos de gripe ocorrem mais hospitalizações e mortes em pessoas com 65 anos ou mais e em crianças pequenas e também há mais mortes por infarto.

Não é tarde para tomar uma vacina contra a gripe. Mesmo que isso não impeça a gripe, pode diminuir a chance de sintomas graves.

MITO 5: Você não pode transmitir a gripe se estiver se sentindo bem.

Na verdade, 20% a 30% das pessoas portadoras do vírus da gripe não apresentam sintomas.

MITO 6: Você não precisa tomar uma vacina contra a gripe todos os anos.

O vírus da gripe muda a cada ano. Portanto, vacinar-se a cada ano é importante para garantir que você tenha imunidade contra as cepas mais propensas a causar um surto no ano em questão.

MITO 7: Você pode pegar a gripe de sair no tempo frio sem um casaco, com o cabelo molhado ou sentado perto de uma janela de ar.

A única maneira de pegar a gripe é ser exposto ao vírus da gripe. A temporada de gripe coincide com o clima frio ou chuvoso. Então, as pessoas costumam associar a gripe a esse tipo de clima, mas eles não estão relacionados.

MITO 8: Não alimente um resfriado, passe fome.

Se você tem gripe (ou resfriado) e febre, precisa de mais líquidos. Há poucas razões para aumentar ou diminuir o quanto você come. Embora você possa não ter apetite, “morrer de fome” fará pouco pela sua recuperação.

MITO 9: Sopa de galinha vai acelerar sua recuperação da gripe.

Líquidos quentes podem aliviar a dor de garganta e fornecer fluidos muito necessários. Mas a sopa de galinha não tem outras qualidades específicas que possam ajudar a combater a gripe.

MITO 10: Se você tem febre alta com a gripe que dura mais de um dia ou dois, os antibióticos podem ser necessários.

Os antibióticos funcionam bem contra bactérias, mas não são eficazes para uma infecção viral como a gripe.

É possível que algumas pessoas desenvolvem uma infecção bacteriana como uma complicação da gripe, então, em caso de sintomas que se arrastam por mais de 1 semana ou pioram, pode ser uma boa ideia checar com o seu médico se é necessário algum medicamento adicional.

A gripe é um bom exemplo de como os mitos podem atrapalhar o bom atendimento médico. Em temporadas de gripe, tome as medidas necessárias para se manter saudável. Isso inclui separar o fato do mito.

Referências:

Center for Disease Control and Prevention -CDC

Harvard Health Publishing

(92)981715630
Open chat
Mande um whats app
Powered by